Três detidos por posse de armas de fogo em investigação de confrontos entre famílias

Três homens foram detidos na terça-feira por suspeita de crimes de posse de arma na sequência de uma investigação que começou em 2019 com confrontos continuados e violentos entre membros de duas famílias de bairros de Lisboa e Amadora. Em comunicado,...

Três detidos por posse de armas de fogo em investigação de confrontos entre famílias
Três homens foram detidos na terça-feira por suspeita de crimes de posse de arma na sequência de uma investigação que começou em 2019 com confrontos continuados e violentos entre membros de duas famílias de bairros de Lisboa e Amadora. Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) adianta que realizou na terça-feira, com a colaboração do Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP), uma operação com mais de 40 buscas domiciliárias e na qual foram detidos os três homens, com 88, 62 e 22 anos. “Os factos que originaram a investigação iniciaram-se em agosto de 2019 e têm-se prolongado até agora, compondo-se, essencialmente, por confrontos continuados e violentos entre membros de duas famílias residentes em diferentes bairros dos concelhos de Lisboa e de Amadora”, refere a PJ. Nos confrontos entre as duas famílias foram utilizadas armas de fogo, que provocaram diversos danos em viaturas e em imóveis. Durante a operação realizada na terça-feira, foram apreendidas dezenas de armas de fogo de diferentes calibres (vinte e sete caçadeiras, duas pistolas e cinco revólveres), quatro armas brancas, um bastão extensível, uma moca e dois aerossóis, bem como milhares de munições de diversos calibres. Na nota, a PJ adianta que vai prosseguir a investigação, visando apurar o envolvimento dos detidos em outros crimes.