PSP espera pela queixa do lesado do assalto a um bar na Camacha

Em resposta ao JM, a Polícia de Segurança Pública (PSP) revela que identificou o jovem do assalto a um bar, com mercearia, situado na Camacha na madrugada de segunda-feira. O momento foi captado pelas câmaras de vigilância do espaço e divulgado...

PSP espera pela queixa do lesado do assalto a um bar na Camacha
Em resposta ao JM, a Polícia de Segurança Pública (PSP) revela que identificou o jovem do assalto a um bar, com mercearia, situado na Camacha na madrugada de segunda-feira. O momento foi captado pelas câmaras de vigilância do espaço e divulgado pelo sócio gerente nas redes sociais.  A PSP confirma, também, que foi acionada uma patrulha para investigar "uma ocorrência policial relacionada com furto em estabelecimento comercial, na freguesia da Camacha, no pretérito dia 9 de novembro". Contudo, a autoridade ressalva que houve "contornos específicos deste ilícito que, dado o valor diminuto dos bens furtados, trata-se de um crime semipúblico, pelo que o procedimento criminal fica dependente do exercício do direito de queixa que assiste ao lesado e que pode ser exercido no prazo de 6 meses".  Através do Núcleo de Relações Públicas, a PSP revela que o "autor do furto está identificado", no entanto, até ao momento, "o lesado ainda não exerceu o seu direito de queixa". Na mesma circunstância, a PSP vai dar "conhecimento dos factos à Comissão Nacional de Proteção de Dados, enquanto entidade responsável pelo controlo e fiscalização em matéria de proteção de dados pessoais, para avaliação de eventuais responsabilidades contraordenacionais e/ou criminais", porque ocorreu uma difusão pública de imagens recolhidas em circuito fechado de videovigilância.