Governo Regional apoia população mais vulnerável

O Governo Regional da Madeira, através do Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM, garante o apoio e implementação de medidas tendentes à inclusão social e proteção da população sem-abrigo. No âmbito dos planos de contingência para...

Governo Regional apoia população mais vulnerável
O Governo Regional da Madeira, através do Instituto de Segurança Social da Madeira, IP-RAM, garante o apoio e implementação de medidas tendentes à inclusão social e proteção da população sem-abrigo. No âmbito dos planos de contingência para prevenção da propagação da COVID-19, para além dos apoios económicos disponíveis, que incluem: aquisição de medicação e realização de exames clínicos; ajudas técnicas (principalmente óculos) e apoio para transporte, o Governo Regional, continua, igualmente, a cooperar com as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) para uma resposta abrangente e protetora da população em situação de sem-abrigo. Nesse sentido, através dos acordos de cooperação existentes, podemos referir que a Associação Protetora dos Pobres colocou doseadores em todas as entradas da Instituição para aplicação dos utentes e funcionários. Foram, igualmente, efetuadas ações de sensibilização a motivar para os cuidados de higiene a adotar, além de medidas de proteção dos cidadãos utilizadores da referida instituição, nomeadamente afastamento dos lugares disponibilizados no refeitório e promoção junto dos utentes da refeição tipo take-away, de forma a evitar a permanência em espaços reduzidos e partilhados. Foi, também, criada uma sala de isolamento, com todas as condições recomendadas. Relativamente a outra IPSS que atua nesta área social, o CASA – Centro de Apoio ao Sem Abrigo, igualmente apoiada pelo Governo Regional da Madeira, o Instituto de Segurança Social da Madeira irá fornecer refeições prontas a consumir, a serem distribuídas pelo CASA, a famílias do concelho de Santa Cruz (freguesias da Camacha, Caniço e Santa Cruz). Com esta medida serão asseguradas 170 refeições, durante 5 dias por semana, a utentes residentes naquele concelho. O Governo Regional da Madeira continua, assim, a sua missão de apoiar toda a população, sobretudo a que se encontra mais vulnerável.