Cova da Piedade vai contestar decisão

O Cova da Piedade vai contestar a decisão tomada esta manhã em Assembleia Geral da Liga, que ditou a despromoção do clube ao Campeonato de Portugal, uma decisão que considera 'ilegal', conforme comunicado abaixo publicado. CLUBE DESPORTIVO...

Cova da Piedade vai contestar decisão
O Cova da Piedade vai contestar a decisão tomada esta manhã em Assembleia Geral da Liga, que ditou a despromoção do clube ao Campeonato de Portugal, uma decisão que considera 'ilegal', conforme comunicado abaixo publicado. CLUBE DESPORTIVO COVA DA PIEDADE – FUTEBOL, SAD, vem por este meio comunicar o seguinte:   1 – Na reunião extraordinária da Liga Portuguesa de Futebol Profissional realizada no dia 5 de Maio de 2020 foi aprovada por unanimidade o regime de descidas da II Liga / LigaPro para o Campeonato Nacional de Seniores, com base no disposto no artigo 2º, nº 2 do Regulamento de Competições da LPFP.   2 – Tendo sido aprovada a deliberação segundo a qual descem à mais alta competição de futebol masculino não profissional, os dois últimos classificados da II Liga à data em que essa competição foi dada como concluída, entre eles a CLUBE DESPORTIVO COVA DA PIEDADE – FUTEBOL, SAD.   3 – Por razões legais e regulamentares, a CLUBE DESPORTIVO COVA DA PIEDADE – FUTEBOL, SAD foi impedida de exercer o seu direito de voto, uma vez que é membro da Direção da LPFP e não pode votar em causa própria.   4 – No entanto, a CLUBE DESPORTIVO COVA DA PIEDADE – FUTEBOL, SAD repudia veementemente o teor desta deliberação, por em seu entender, a mesma padecer de ilegalidade, decorrente da incompetência da Direção da LPFP para decidir em tal matéria, assim como por violar o mérito desportivo e ainda por causar graves e irreparáveis danos e prejuízos a esta sociedade desportiva.   5 – A CLUBE DESPORTIVO COVA DA PIEDADE – FUTEBOL, SAD vai reagir contenciosamente contra a ilegalidade assim cometida pela Direção da LPFP.   6 – Acresce que a própria LPFP sabendo da ilegalidade cometida tem intenção de introduzir no Regulamento de acesso à ajuda financeira destinada aos clubes e sociedades desportivas derivada da crise causada pela pandemia do Covid-19, uma norma que determina que só terão direito a tal ajuda económica e financeira os clubes e sociedades desportivas que abdiquem de impugnar o teor do regime aprovado para as subidas e descidas acima indicado, o que se reveste de gravidade acrescida, designadamente em virtude de tal ajuda económica ser feita com fundos em dinheiro que legitimamente pertence a tais clubes e sociedades desportivas.   Cova da Piedade, 5 de Maio de 2020.