CMF entregou kit de Proteção Civil à população da Barreira

O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, esteve no passado domingo no sítio da Barreira, nas zonas altas de Santo António, para entregar à população residente, nomeadamente aos cidadãos que integram o Núcleo de Proteção...

CMF entregou kit de Proteção Civil à população da Barreira
O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, esteve no passado domingo no sítio da Barreira, nas zonas altas de Santo António, para entregar à população residente, nomeadamente aos cidadãos que integram o Núcleo de Proteção Civil da Barreira, um kit de Proteção Civil. O mesmo é composto por equipamentos de primeira intervenção, com vista a auxiliar a proteção defensiva das habitações numa situação de incêndio florestal. O autarca explicou que este é “mais um investimento na segurança do concelho, à entrada do Verão, capitalizando uma das práticas de democracia participativa do Funchal, que já foi considerada, em 2019, como a melhor do país. Para o atual Executivo, as políticas de proximidade e de participação cívica são fulcrais para o desenvolvimento do concelho.” Os Núcleos de Proteção Civil (NPC) foram implementados pela Câmara Municipal do Funchal, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, após os incêndios do Verão de 2016, “de acordo com uma nova forma de fortalecer a governança na gestão de risco, promovendo o envolvimento e a participação da comunidade local na construção de uma cultura de segurança e na adoção de atitudes e comportamentos responsáveis e adequados, face a situações de emergência”, referiu. Os Núcleos são um grande passo em frente no que diz respeito à proteção de pessoas e bens, sobretudo nas Zonas Altas do concelho, reconhecendo que a melhor forma de proteger as populações em situações de emergência é envolvê-las no combate a catástrofes, investindo-se em literacia e meios nesta área de ação. Isto porque a maior vulnerabilidade identificada nas zonas de risco é o facto de a população não ter formas eficazes de enfrentar a primeira fase de resposta, antes da chegada das forças de combate”, acrescentou. O Kit de Proteção Civil entregue na Barreira, vem dotar desta forma os cidadãos de meios para saber comportar-se na resposta imediata a situações de catástrofe. O kit está orçado em cerca de 10 mil euros e é composto, entre outros, por: uma motobomba, uma bomba dorsal manual, um tanque autoportante, diferentes tipos de mangueiras, agulhetas e chaves, um disjuntor, ferramentas de proteção pessoal, como máscaras, luvas e óculos, e ferramentas de sapadores, tais como batedor, pá, enxada, machado e podoa. Os cidadãos que compõem o NPC Residente tiveram a oportunidade de demonstrar toda a formação recebida, que deu inclusive origem ao Plano Local de Emergência da Barreira, num exercício que pôs em prática o Kit de Proteção Civil atribuído à comunidade. A simulação, promovida pelo Serviço Municipal de Proteção Civil do Funchal, visou avaliar os procedimentos de prevenção e emergência constantes no Plano em causa, bem como detetar e corrigir possíveis falhas dos procedimentos, a acontecer em situação real, a par da criação de rotinas de comportamento da população residente face a situações de emergência. Miguel Silva Gouveia concluiu que “este é um trabalho no sentido de sensibilizar e treinar a população para saber agir numa situação de emergência, aumentar a perceção sobre o risco de catástrofes e desenvolver competências que promovam uma melhor gestão e adaptação emocional e comportamental a situações de stress. Os Núcleos potenciam a diminuição da vulnerabilidade e o aumento da resiliência no Município.”